Facebook Pixel Hábitos diferentes. Parece contradição, mas às vezes é salvação. – e-lens

Hábitos diferentes. Parece contradição, mas às vezes é salvação.

Hábitos diferentes. Parece contradição, mas às vezes é salvação.

Quando a gente fala em hábito logo pensa em repetição, em frequência, em fazer sempre a mesma coisa.

Hábitos diferentes e saudáveis para os olhos, para o corpo, para a pele, para a saúde, para a mente, para dormir bem e assim por diante.

Hábitos diferentes. Parece contradição, mas às vezes é salvação.

Assim como, na lista dos hábitos não tão bons, fumar logo que acorda, comer muito antes de dormir, e por aí vai.

De fato, os hábitos existem e podem ser bons ou ruins.

A questão é: mudar de hábitos também não pode ser uma cosa boa? Pode.

A nossa sugestão hoje vai ser a mudança de olhar. Isso mesmo.

Estamos tão habituados a ter sempre o mesmo olhar sobre determinada situação ou pessoa que não nos abrimos para novas possibilidades.

Mas, se nos dispusermos a criar hábitos diferentes no dia a dia, vamos conseguir mudar o olhar sobre muitas coisas e descobrir um universo muito interessante.

Olhe com carinho para os novos hábitos. Eles podem fazer muito bem.

Tire mais vezes os olhos do computador e do celular:

Além de fazer um bem enorme para sua saúde ocular, pode trazer ótimas surpresas.

Ficamos tão bitolados na tecnologia que esquecemos de olhar em volta a quantidade de coisas bacanas acontecendo.

Dá um alívio imenso na mente e nos olhos olhar uns minutos para o céu, por exemplo.

Esse desligar por uns instantes dos compromissos e dos hábitos “viciados” pode ser bem libertador, experimente!

Contemple o presente:

Esse faz parte dos hábitos bons. Muitas vezes nos prendemos aos acontecimentos do passado, bons ou ruins.

Da mesma forma, que vira e mexe nos pegamos preocupados com o futuro.

Tudo bem, faz parte da vida lembrar, recordar e guardar na memória o que foi vivido, da mesma forma que planejar o amanhã. O que não significa que devemos ser escravos disso.

Pelo contrário, a única coisa que temos de concreto é o hoje, o agora.

E, se não olharmos para ele com atenção e cuidado, corremos o risco de não aproveitar todas as suas belezas e oportunidades.

Preste atenção no caminho:

Estamos tão acostumados aos caminhos do dia a dia que nem sempre reparamos no que tem a nossa volta.

Já reparou nas flores, nos pássaros que cantam toda manhã?

As vezes vale a pena mudar o caminho e descobrir coisas novas num simples dia cotidiano.

Como dizem os poetas: “nem sempre importa chegar ao destino, mas apreciar as belezas do caminho.”

Parece conversa de autoajuda, mas é muito mais do que isso.

São práticas mentais que podem ajudar até em crises de depressão.

beba água. Muita!

Alongue ao acordar:

Experimente fazer exercícios simples de alongamento assim que acordar.

Desde pescoço, cabeça, braços e pernas.

O corpo já vai despertar diferente e mais disposto para o dia com hábitos assim.

Antes do café, que tal um copo de água?

Mesmo que você acorde com muita fome, tente colocar a água na frente.

Um belo copo de água em jejum tem o poder de limpar muito bem o organismo.

Faça uma parte do caminho a pé:

De vez em quando arrisque trocar o carro ou o metrô por uma caminhada.

Não precisa ser tudo, mas uma parte do caminho feita a pé já muda bem seu olhar sobre aquele dia.

Considere outras opiniões:

Mesmo que você tenha opinião formada sobre muitos assuntos, sempre existe abertura para novos olhares.

Nem sempre encontramos sintonia nos pontos de vista, mas considerer o olhar de outra pessoa pode nos trazer muitos benefícios e sabedoria.

São apenas algumas dicas, de coisas que talvez você já faça.

Mas independente disso, o mais importante é exercitar a mudanca de olhar, não permanecer no piloto automático e encontrar os seus novos hábitos, aqueles que só você sabe que trarão bem estar para sua vida.

Tags: