Facebook Pixel Hipermetropia tem cura? Veja quais são as formas de tratamento

Hipermetropia tem cura? Veja quais são as formas de tratamento

Hipermetropia tem cura? Veja quais são as formas de tratamento

A hipermetropia é um erro de refração, em que a imagem é focada após a retina, e esta não consegue transmitir a imagem corretamente para o cérebro. Por esse motivo, o paciente não consegue enxergar bem, nem de perto e nem de longe.

Hipermetropia tem cura?

Em casos de hipermetropia que o paciente seja jovem e o grau não seja muito elevado, ele possui boa visão para longe, devido ao processo de acomodação do cristalino. Mas essa capacidade do cristalino diminui conforme a idade vai avançando e o paciente passa a ter dificuldade para enxergar de longe também.

Causas e sintomas da hipermetropia

Com origem principalmente hereditária, a hipermetropia é causada por má formação do globo ocular, em que o olho tem um comprimento menor, ou a córnea possui uma curvatura mais plana do que o normal.

O principal sintoma da hipermetropia é fadiga ocular, pelo esforço que o paciente faz para enxergar melhor. Se não for tratada adequadamente, também pode causar dores de cabeça, principalmente no final da tarde ou durante a leitura.

Se não for tratada adequadamente, pode provocar doenças mais graves, como o glaucoma crônico. Por esse motivo, é importante procurar um médico oftalmologista o quanto antes, ao sentir esses primeiros sintomas.

Hipermetropia e astigmatismo juntos

É possível que a hipermetropia ocorra juntamente com o astigmatismo no mesmo olho, mas nunca juntamente com a miopia, pois elas estão relacionadas com o tamanho do olho influenciando na posição em que são formadas as imagens dentro dele.

Os pacientes de miopia possuem o olho mais longo, e as imagens se formam antes da retina. Já os pacientes com hipermetropia possuem o olho mais curto, e as imagens se formam atrás da retina.

Como corrigir a hipermetropia

Da mesma forma que os outros erros de refração, a hipermetropia pode ser corrigida com o uso de lentes de contato, óculos ou então cirurgia. Vamos entender agora um pouco melhor sobre essas formas de tratamento.

Lentes de contato para hipermetropia

Para corrigir hipermetropia, as lentes de contato precisam ser mais finas nas bordas e mais espessas no centro, para desviar a luz em direção ao centro e focalizar as imagens em sua retina. Chamadas de lentes convergentes, a diferença de espessura das bordas para o centro é tanto maior quanto o grau do paciente.

Óculos para hipermetropia

Assim como as lentes de contato, os óculos para corrigir a hipermetropia possuem as bordas mais finas que o centro. Esse tipo de lente pode provocar um efeito de “olho grande”, dependendo do quanto é elevado o grau. Mas para os pacientes que preferem usar óculos, já existem lentes mais finas, mesmo para a correção de hipermetropia.

Cirurgia para Hipermetropia

A cirurgia refrativa é uma forma definitiva de corrigir a hipermetropia, sendo realizada através de laser ou de lentes intraoculares, sempre em pacientes com mais de 20 anos. Nesse procedimento, a curvatura da córnea é aumentada, modificando assim o seu poder de convergência, para que as imagens possam ser focadas exatamente na retina.

Conversando com o seu médico, você pode avaliar essas possibilidades de tratamento e escolher o mais adequado ao seu problema de visão e ainda o mais confortável para o seu estilo de vida.

Artigos Relacionados