Facebook Pixel Catarata: Conheça mais sobre essa séria doença nos olhos

Séria doença dos olhos: Conheça a Catarata

Séria doença dos olhos: Conheça a Catarata

Muita gente já ouviu falar, mas poucas pessoas conhecem de fato o que é a catarata. E você, já sabe o que é? Ela é uma doença séria e é uma das principais causas de cegueira no mundo.

Por se desenvolver lentamente, na maioria dos casos, passa despercebida. Isso afeta diretamente a qualidade da visão e pode levar até mesmo à perda total dela, caso o paciente não faça o tratamento correto.

Está curioso para saber mais sobre essa condição que atinge a saúde dos olhos? Então continue a leitura, pois é sobre esse assunto que falamos neste post, confira!

O que é a catarata?

A catarata é a opacidade do cristalino — lente natural do olho. Isso significa que ela gradualmente fica turva e perde a sua elasticidade. Dessa maneira, a visão é prejudicada a ponto de impossibilitar o paciente de enxergar.

É muito comum a gente ligar a catarata à idade. Realmente, ela é mais comum nos idosos, já que está relacionada, em grande parte, ao envelhecimento do cristalino, que se torna mais rígido e fosco porque o organismo não é capaz de nutri-lo adequadamente. No entanto, ela pode ser congênita, ou seja, se desenvolver durante a gestação.

 

Quais são os sintomas?

Geralmente, as pessoas associam a catarata à mancha branca ou amarelada no olho. Realmente, em casos mais severos, é possível notar essa condição. Porém, em quadros que estão se desenvolvendo nem sempre se percebe esse sintoma.

Por isso, é preciso ficar atento a outros sinais que podem identificar essa doença e procurar auxílio de um oftalmologista. Entre eles estão:

  • diminuição da visão;
  • sensibilidade à luz;
  • visão embaçada ou nebulosa;
  • alteração de como se enxerga as cores;
  • mudança na cor do olho;
  • visualização de brilhos e halos;
  • visão dupla;
  • dificuldade para ler, dirigir e outras atividades do dia a dia por conta da visão ruim.

 

Quais são os fatores de risco?

Além da idade avançada e alteração congênita — caso mais raro —, existem outros fatores de risco para o desenvolvimento da catarata. São eles:

  • exposição excessiva ao sol;
  • pancadas e traumas no olho;
  • diabetes ou hipotireoidismo;
  • infecções e processos inflamatórios;
  • glaucoma, miopia ou cirurgia ocular;
  • excesso de remédios ou álcool.

 

Qual é o tratamento?

Muitas pessoas usam óculos e lentes de contato numa tentativa de continuar enxergando mesmo com catarata. Porém, com o passar do tempo essas alternativas não funcionam mais, e o paciente deve fazer a cirurgia.

Nela, o cristalino é retirado do olho e substituído por uma lente ocular que reduz ou elimina a alteração da visão. Embora muita gente tenha medo de processos cirúrgicos, o que cura a catarata geralmente é bem simples: dura cerca de 30 minutos, não provoca dores e o paciente pode voltar à rotina no dia seguinte.

A catarata é uma doença que atinge parte da população idosa, mas também pode ser congênita. Se não for tratada, leva à perda parcial ou total da visão. Portanto, se você apresenta alguns dos sintomas listados, não hesite em procurar ajuda médica para o tratamento.

Nosso artigo ajudou você? Que tal levar essas informações para os seus amigos? Compartilhe este post agora mesmo nas suas redes sociais!