Facebook Pixel Heterocromia. Os mistérios e belezas dos olhos de cores diferentes. – e-lens

Heterocromia. Os mistérios e belezas dos olhos de cores diferentes.

Heterocromia. Os mistérios e belezas dos olhos de cores diferentes.

Não dá para questionar a infinita criatividadlene da natureza humana mas dá para entender algumas coisas.

A heterocromia, está ligada ao funcionamento da pigmentação da íris, fator que determina a cor dos olhos.

heterocromia

Ela ocorre devido a uma modificação no gene EYCL3 presente no cromossomo 15, que é responsável pela quantidade de melanina que o olho irá apresentar.

Muita melanina resulta em um olho de cor marrom e pouca melanina gera a cor azul.

Já a nuance de tom, caso de azul ou verde, será determinada pelo gene EYCL1, que indica a quantidade de pigmentos.

Para um diagnóstico adequado é essencial o exame oftalmológico ainda na infância e acompanhamento médico.

Os portadores dessa anomalia genética não dispõem de um tratamento específico. Mas quem se sente desconfortável pode usar lentes de contato coloridas e tentar igualar ou nivelar as cores.

Mas é imprescindível buscar orientação do médico oftalmologista, que é o profissional habilitado para indicar e adaptar as lentes mais adequadas para cada caso.

Conheça os tipos de heterocromia

Ela se divide em 3 situações: completa, central e sectorial.

Heterocromia completa: cada olho possui uma pigmentação distinta, por exemplo, um é azul e o outro é castanho.

Heterocromia central: os olhos apresentam várias cores, como um centro castanho e o fim da íris azulado.

Heterocromia sectorial: uma cor diferente da “predominante” aparece em formas de “mancha” na íris. Ou seja, no mesmo olho são apresentados diferentes pigmentaçõe. Por exemplo, um olho azul com tons amarronzados.

O que pode causar a heterocromia.

A heterocromia pode ser congênita ou adquirida.

No caso de ser congênita, significa que provavelmente o indivíduo nasceu com uma alteração genética que modificou a tonalidade da íris.

Porém, pode ser que a diferenciação entre a cor dos olhos possa ser a consequência de outros problemas congênitos, como a Síndrome de Waardenburg e a Síndrome de Horner.

No caso de a heterocromia ser adquirida, significa que surgiu a partir de uma doença adquirida após o nascimento, como por exemplo:

  • Glaucoma
  • Irite, que é a inflamação da íris
  • Sangramento da íris, provocado por traumas
  • Melanoma na íris
  • Neurofibrimatose
  • Diabetes

heterocromia

Heterocromia entre as celebridades

Ter olhos de cores diferentes é, de fato, curioso e exótico.

Mas, a maioria das pessoas, lida bem com essa característica.

É o caso de muitas celebridades, como Christopher Walken, que tem ambos os olhos azulados com anéis internos verdes, Kiefer Sutherland, protagonista da série “24 Horas”, tem detalhes verdes em seus olhos azuis, a atriz Mila Kunis tem o olho esquerdo avelã e o direito verde e o ator Henry Cavill, que interpretou o Superman, tem olhos azuis mas o esquerdo é parcialmente marrom.

E, ao contrário do que se afirma em muitas fontes, o músico britânico David Bowie não deve ter tido heterocromia.

Tudo indica que ele teve uma outra disfunção chamada anisocoria.

Dizem que a adquiriu em função de uma briga na adolescência que lhe tirou parcialmente a visão e a percepção das cores de um dos olhos.

No caso dele, uma das pupilas mantinha-se sempre do mesmo tamanho, sempre dilatada, dando a impressão de que os olhos são de cores diferentes.

Artigos Relacionados

Tags:
,