Facebook Pixel Glaucoma tem cura? Glaucoma tem tratamento. – e-lens

Glaucoma tem cura? Glaucoma tem tratamento.

Glaucoma tem cura? Glaucoma tem tratamento.

Muitas pessoas se perguntam: Glaucoma tem cura? A resposta mais adequada é: Glaucoma tem tratamento.

Glaucoma tem cura? Glaucoma tem tratamento.

É uma doença do nervo óptico, o nervo responsável pela visão, que na maioria dos casos se relaciona a um aumento da pressão intraocular.

E o aumento da pressão intraocular pode causar danos nos vasos sanguíneos e no nervo óptico, levando à perda de visao irreversível e, até mesmo, à cegueira.

Quem mais pode ser atingido pelo Glaucoma são as pessoas acima de 40 anos, os afro-descendentes, quem tem um alto grau de miopia, os que herdam o problema geneticamente, pessoas com hipertensão arterial e diabetes.

Fique atento. Os sintomas do Glaucoma tem alguns estágios.

  • No estágio inicial os sintomas são menos perceptíveis, o olho não dói, não coça, não arde, não embaça e nem fica vermelho.
  • No estágio intermediário a pessoa começa a perder a visão das bordas das imagens.
  • No estágio final acontece uma perda significativa da visão nas bordas da imagem, dando a impressão de ver por dentro de um tubo.

Glaucoma tem cura? Glaucoma tem tratamento.

Cada Glaucoma é de um jeito.

Glaucoma agudo.

Ele ocorre quando a saída do humor aquoso é subitamente bloqueada. Isso origina um aumento rápido, doloroso e grave na pressão intraocular. São casos emergenciais, diferente do que ocorre com o tipo crônico, em que a pressão ocular desenvolve-se lenta e silenciosamente e, aos poucos, vai danificando a visão.

Glaucoma crônico

É o tipo mais comum e tende a ser hereditário, mas sua causa é desconhecida. Nele, um aumento na pressão ocular desenvolve-se lentamente com o passar do tempo, e a pressão elevada causa um dano permanente no nervo óptico, causando perda do campo visual.

Glaucoma congênito

É aquele em que a criança já nasce com a doença, herdada da mãe durante a gravidez. Este tipo de glaucoma é considerado raro, mas se for descoberto tem que ser tratado logo.

Glaucoma secundário

Esse é geralmente causado pelo uso de medicamentos, como corticosteroides e também por pelos traumas e outras doenças oculares.

Tratar o Glaucoma é possível.

Na maioria das vezes é possível tratar o Glaucoma com colírios. Mas, apenas o oftalmologista pode indicar e orientar o uso mais adequado para o seu caso. A principal finalidade do tratamento é reduzir a pressão intraocular e assim proteger o nervo óptico e a visão do paciente.

Alguns cuidados importantes para quem trata o Glaucoma.

  • Use somente medicamentos de acordo com a orientação do seu oftalmologista.
  • Não use, em hipótese nenhuma, outra medicação sem o conhecimento do seu médico.
  • Preste atenção ao horário do colírio e coloque ele em sua rotina diária para não pular nenhum dia e prejudicar o tratamento.
  • Se tiver algum efeito colateral com o uso do medicamento, avise seu oftalmologista imediatamente.
  • Seja fiel e compareça direitinho nas suas consultas.

Dicas que facilitam a aplicação do colírio para quem tem Glaucoma.

  • Procure sentar em uma posição confortável.
  • Incline a cabeça para trás e olhe para cima.
  • Puxe delicadamente a pálpebra inferior, formando uma bolsa, e aplique o colírio nesta região.
  • Depois de pingar o colírio, feche o olho por cerca de 2 minutos para que ele seja bem absorvido e bloqueie os canais lacrimais com o dedo polegar ou indicador.
  • Se usar mais de um tipo de colírio, aguarde alguns minutos entre as aplicações. O excesso de medicamento pode diminuir sua eficácia.

Consulte seu oftalmologista sempre que precisar e, mesmo quando não sentir nada, marque sua consulta.

Muitas coisas acontecem sem que a gente perceba.

Então, fique atento e cuide da sua saúde ocular com todo carinho possível.

Artigos Relacionados