Facebook Pixel Quais são os tipos de lentes de contato que existem? – e-lens

Quais são os tipos de lentes de contato que existem?

Quais são os tipos de lentes de contato que existem?

O mercado de lentes de contato trabalha com uma tecnologia muito avançada e que está em constante evolução. Por isso, se você as utiliza, é bom estar sempre por dentro de todas as novidades e conhecer seus diversos modelos e adequações.

Neste artigo, você verá quais são principais tipos de lente de contato, as funções de cada uma e, principalmente, como escolher a que melhor se adapta às suas necessidades. Confira!

Quais tipos de lente de contato existem no mercado?

Primeiramente, você precisa saber que existem lentes feitas com materiais diferentes. Elas podem ser rígidas ou gelatinosas.

As lentes rígidas são feitas com materiais não flexíveis e as gelatinosas são mais maleáveis. As últimas são, sem dúvida, mais confortáveis e também aderem com facilidade na superfície ocular. No entanto, dependendo da sua necessidade, torna-se necessário utilizar as lentes rígidas ― principalmente caso você tenha ceratocone (doença que afeta o formato e espessura da córnea).

Além do material, as lentes podem ter funções diferentes. Confira um pouco mais sobre cada uma delas:

Rígidas

As lentes de contato rígidas são usadas para graus mais elevados. Hoje, existem as de gás permeável, que possibilitam maior passagem de oxigênio para os olhos. Elas são bem mais confortáveis que as feitas antigamente, porém não tanto quanto as gelatinosas.

O material usado é uma mistura de plástico e silicone, e as suas vantagens são a durabilidade e resistência a bactérias. Essas lentes podem ser usadas por qualquer pessoa que tenha problemas refrativos, mas é indicada, principalmente, para doenças específicas, como ceratocone.

Gelatinosas

Por terem maior quantidade de água, essas lentes são mais confortáveis que as rígidas. O formato é maior e mais fino, adequando-se com mais facilidade ao olho. Outra característica importante das gelatinosas é que são produzidas com silicone e hidrogel, o que as torna mais permeáveis ao oxigênio.

Elas podem ser usadas por pessoas que tenham miopia, hipermetropia, presbiopia e até astigmatismo. Entretanto, se o grau for muito alto, é necessário verificar com um oftalmologista se existe a necessidade de migrar para lentes rígidas.

Tóricas

São direcionadas para corrigir o astigmatismo (doença que torna a visão embaçada tanto de perto quanto de longe), miopia (má visão a distância) e hipermetropia (má visão de perto).

Essas lentes têm curvaturas em vários ângulos, por isso são ideais para corrigir astigmatismo. Podem ser encontradas no formato gelatinoso ou rígido.

Multifocais

São capazes de oferecer foco para mais de uma distância sem a necessidade de óculos. Geralmente indicadas para pessoas com mais de 40 anos, que sofrem com presbiopia. Essas lentes são encontradas tanto na forma gelatinosa quanto na rígida.

Terapêuticas

Utilizadas quando o paciente passa por alguma cirurgia refracional ou outros procedimentos oculares. Precisam de supervisão médica e não há necessidade de retirá-las para dormir. Costumam ser gelatinosas.

Estéticas

As lentes estéticas podem ser coloridas ou modelar a córnea para conseguir um olhar mais brilhante e profundo. As coloridas podem ser usadas tanto para fins estéticos ou corretivos. As cores possuem vários subtons que se adaptam à cor original dos olhos, dando uma aparência ainda mais natural. Esses tipos de lente de contato são encontradas apenas no modelo gelatinosa.

Como cuidar de cada tipo de lente de contato?

Tão importante quanto conhecer os tipos de lente de contato é saber como cuidar de cada um deles. A limpeza é fundamental para evitar a proliferação de microrganismos e, consequentemente, infecções nos olhos.

Independentemente se o modelo for rígido ou gelatinoso, é preciso ter uma solução de limpeza específica e um estojo para armazená-lo. Confira alguns cuidados de higienização para cada uma das lentes:

Lentes rígidas

A higienização dessas lentes deve ser feita com um produto de limpeza específico para elas. Antes de tudo, lave suas mãos com um sabonete bactericida e seque-as bem. Coloque a lente direita na palma da mão, pingue de três a cinco gotas da solução e friccione tanto a parte de cima quanto a de baixo com movimentos circulares por cerca de trinta segundos.

Enxágue-a com a solução e repita o processo na outra lente. Encha o estojo, já higienizado, com a solução de limpeza e guarde as lentes. Esse processo deve ser realizado todos os dias ao retirá-las antes de dormir.

Lentes gelatinosas

A limpeza das lentes gelatinosas é semelhante a das rígidas. A diferença está no produto (que precisa ser específico para ela) e no processo de limpeza, que deve ser menos intenso, pois o material é fino e delicado. O ideal é que se friccione, com muito cuidado, por vinte segundos em ambos os lados.

Ao terminar, siga o mesmo processo feito para as lentes rígidas. Não se esqueça de lavar bem as mãos antes de manipular as lentes.

Qual o tempo de uso de cada tipo de lente de contato?

O período de uso pode variar. Algumas lentes gelatinosas são mais finas e desenvolvidas para uso nos períodos de 1, 15 e 30 dias; enquanto outras, mais grossas e resistentes, são de uso anual.

Hoje, com cada vez mais diversidade e tecnologia, temos novas categorias de período:

  • descartáveis de uso diário: as lentes são usadas por, no máximo, 24 horas;
  • descartáveis de uso quinzenal: as lentes são usadas diariamente e substituídas a cada 15 dias;
  • descartáveis de uso mensal: as lentes são usadas por um período prolongado, de 1 a 30 dias, e então descartadas.

O tempo de uso de cada uma depende do material e das especificações do fabricante.

Como escolher a lente de contato ideal?

Antes de definir, é preciso considerar suas necessidades e seu estilo de vida. Se a ideia é ficar o dia todo com a lente, é necessário um modelo com maior oxigenação. Se você faz uso frequente de aparelhos digitais, uma lente mais hidratante é ideal.

Outra questão a se considerar é a manutenção da lente. Caso você não goste da ideia de limpá-las todos os dias, a melhor opção são as de descarte diário. Agora, se você busca um modelo mais resistente, tanto as rígidas quanto as gelatinosas podem ser de uso prolongado. Nesse caso, a escolha dependerá da sua capacidade de adaptação.

E é sempre bom lembrar: quando tiver que escolher qualquer modelo ou marca, é ideal consultar um médico oftalmologista para fazer alguns exames e garantir que seus olhos se adaptarão bem ao uso. São vários tipos de lentes de contato, e com certeza um deles será perfeito para você.

Agora que você conhece os tipos de lente de contato, fica mais fácil decidir a melhor opção, não é mesmo? Se procura qualidade, não perca tempo. Clique aqui para acessar o site da E-lens e escolher o modelo ideal para você!

Artigos Relacionados